As ilhas da discórdia

Durante séculos, foram propriedade particular. Classificadas como reserva natural do Estado português desde 1971, as Ilhas Selvagens são alvo de Madrid: os espanhóis contestam a delimitação dos espaços marinhos de soberania económica.

As ilhas Selvagens for­mam um subarquipé­lago hoje integrado na Região Autónoma da Madeira que pertenceu a famí­lias portuguesas entre os séculos XVI e XX. Foram assim baptiza­das em 1438, ao serem avista­das por Diogo Gomes de Sintra, um dos navegadores da Casa do Infante D. Henrique, embora já tivessem muito provavelmente recebido visitas anteriores.

«Em certo dia, vindo eu, Diogo Gomes, pela última vez da Gui­né, vi uma ilha e estive n’ela, chamada ilha Selvagem. É es­téril, ninguém habita aí, nem tem árvores nem águas corren­tes», relatou o marinheiro num manuscrito em latim intitulado “De prima inuetione Guinee”, um dos primeiros testemunhos devidamente documentados das navegações henriquinas.

 

Leia o artigo na íntegra na edição n.º14 do DIA15

Mais Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Publicidade online perto de ser 50% dos orçamentos totais
Automonitor
A primeira corrida de automóveis aconteceu há 125 anos