Brasil: Bolsonaro e Haddad disputam segunda volta

O Brasil foi às urnas, nas eleições mais disputadas dos últimos 29 anos. O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, conseguiu 46,04% dos votos e Fernando Haddad, do PT, obteve 29,27%. A campanha recomeça hoje.

Foi a primeira volta de umas eleições muito disputadas. Apesar da onda de apoios que recebeu sobretudo na última semana, Jair Bolsonaro não conseguiu alcançar a vitória à primeira. Ainda assim, com 46,04% dos votos conseguiu que muitos candidatos associados a seu nome, nos estados, conseguissem mais votos do que as sondagens previam.

Por seu lado, Fernando Haddad, a escolha do PT quase em cima das eleições, em substituição de Lula da Silva, obteve 29,27% dos votos e que chegaram sobretudo do nordeste do país.

A campanha eleitoral recomeça hoje, e os candidatos têm 20 dias para reunir apoios dos antigos candidatos. Ainda não há muitos apoios explícitos mas o jornal brasileiro Estadão refere que há candidatos que já disseram em quem não vão votar.

Ciro Gomes, do Partido Democrático Trabalhista (PDT), e que ficou em terceiro lugar, garante que vai ser oposição ao “fascismo”, embora não tenha assumido o seu apoio a Haddad: “Ele não, sem dúvidas (…) A minha história de vida é uma história de defesa da democracia e contra o fascismo”. O antigo candidato vai agora reunir-se com o seu partido para definir que posição irão tomar.

O candidato do PSOL, Guilherme Boulos foi a excepção, manifestando-se em apoio de Fernando Haddad na segunda volta das presidenciais.

Marina Silva, a ex-senadora e candidata pela Rede não descarta apoiar Haddad, mas não confirmou. A confirmação ficou-se por um não apoio a “candidatos autoritários”.

Adivinham-se 3 semanas aguerridas, numa batalha entre um discurso contra as minorias e o representante de um partido acusado de muitas falhas no país nos últimos anos.

Mais Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Influenciadores dominam Marketing Digital da Estée Lauder
Automonitor
Precisa de abastecer? Gasóleo desce a partir de segunda-feira