Brexit: acordo técnico mas sem certezas

O gabinete da primeira-ministra britânica está neste momento reunido depois de ter sido ontem alcançado um acordo técnico entre o Reino Unido e a União Europeia mas que pode não ser aprovado pelos ministros britânicos.

O intuito da reunião que está a decorrer passa por Theresa May tentar convencer os seus ministros a aprovarem o esboço do acordo de saída da UE.

Segundo os meios de comunicação britânicos, esta reunião vai gerar demissões e não é certo que haja consenso face ao acordo ontem alcançado.

Acusada pela facção eurocéptica do Partido Conservador de se ter rendido à União Europeia, e alertada também para os votos que vai perder dentro do país, a primeira-ministra britânica tem de tentar que os seus ministros aceitem o acordo.

May enfrenta também a desconfiança do Partido Unionista Democrático (DUP), da Irlanda do Norte, de cujos dez deputados na câmara baixa do Parlamento depende o seu Governo.

O grande problema que restava no acordo com a União Europeia era a questão da fronteira entre a Irlanda do Norte, que faz parte do Reino Unido, e a República da Irlanda, que continuará na União Europeia. Ambos os lados querem evitar uma fronteira física, com controlos, temendo que isso possa pôr em causa o acordo de paz na região. O acordo ontem alcançado não foi ainda divulgado.

Ainda hoje, vai ter um lugar uma reunião em Bruxelas, a 27, sobre o Brexit e caso o Governo britânico dê luz verde ao acordo, haverá uma cimeira europeia extraordinária no próximo dia 25.

Caso não haja aprovação hoje, o calendário deverá atrasar, aumentando a hipótese de o Reino Unido sair da União Europeia sem acordo.

Mais Notícias
Comentários