Comparações entre países europeus são enganosas

“Hipertrófica”, “mal administrada”, “obesa”, “despesista”. Em todos os países, os estereótipos referentes ao serviço público são um lugar-comum. Mas novos indicadores revelam uma realidade mais subtil.

Demasiados funcionários públicos! A epígrafe é ouvida nos corredores da política quase com a mesma frequência que as férias parlamentares. Em Fevereiro, a Função Pública portuguesa cum­priu dois dias de greve nacional, com impactos visíveis nos secto­res da saúde, educação, finanças e autarquias. Na base do protesto, o congelamento salarial por mais um ano. A 22 de Março, os funcio­nários públicos franceses saíram à rua para protestar contra a re­forma do governo no sector pú­blico. Noutros países da Europa, os liberais queixam-se do exces­sivo peso da máquina estatal. Mas qual será a verdadeira escala do emprego público na Europa?

 

Leia o artigo na íntegra na edição n.º14 do DIA15

Mais Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Já abriu o lounge sem fumo da Iqos no aeroporto de Lisboa
Automonitor
Componentes: Nunca Portugal exportou tanto como este ano