Conservatório de Lisboa vai finalmente ter obras

Além da maior escola de música, o Governo diz que está a requalificar 200 estabelecimentos de ensino em todo o País,

O concurso de 10,58 milhões de euros para realizar obras no Conservatório de Lisboa teve uma empresa interessada, anunciou o Ministério da Educação. Finalmente, podem avançar obras nas instalações da maior escola de música de Lisboa. A requalificação do antigo Convento dos Caetanos é um tema que a Imprensa tratou durante mais de trinta anos. Gerações de músicos tiveram de aprender num edifício degradado e em condições pouco dignas. O concurso agora aprovado segue-se a um outro, num valor de 9,2 milhões de euros, que não teve interessados.

«O contrato foi assinado com o empreiteiro, no valor de 10,5 milhões de euros. Esta é uma obra para começar em breve e terá a duração de 18 meses», disse o ministro Tiago Brandão Rodrigues, citado pela TSF.

A Escola de Música e Dança do Conservatório Nacional tem 800 alunos, que estudam actualmente na Secundária Marquês de Pombal, em Lisboa, embora com falta de espaço e mau isolamento acústico. Esta solução será temporária, para durar durante o período de obras. O futuro conservatório terá uma cantina, estúdio de dança novo, sistema de aquecimento e alteração total do sistema eléctrico. «Teria sido mais fácil fazer o Conservatório numa qualquer outra zona da cidade. Não foi essa a nossa opção. Lisboa precisa de ter serviços públicos no centro», explicou o ministro Brandão Rodrigues, na mesma entrevista à TSF.

A reprogramação de fundos comunitários aumentou em 81 milhões de euros a verba para qualificação de escolas de todo o país, a juntar aos 350 milhões já previstos. Neste momento, estão a decorrer em Portugal mais de 200 obras escolares.

Mais Notícias
Comentários