Europa recupera no primeiro trimestre de 2019

O PIB europeu está a melhorar por causa da Alemanha. A Itália saiu da recessão. Os países de leste continuam a crescer a ritmo que equivale ao dobro do português.

O PIB europeu mostra sinais de recuperação e terá aumentado 0,5% no primeiro trimestre de 2019 (0,4% na zona euro), revelou o organismo estatístico europeu (Eurostat). Estes números de trimestre a trimestre equivalem a um crescimento a ritmo anualizado de 1,5% na UE28 e 1,2% na zona euro. Isto significa que Portugal, com 1,8%, teve uma evolução superior à média (ver artigo ao lado).

Vista mais de perto, no entanto, a convergência portuguesa parece pouco significativa. O crescimento do PIB de 1,8% no primeiro trimestre deve ser comparado com países semelhantes: a Hungria, por exemplo, cresceu 5,2% no primeiro trimestre de 2019; a Polónia, 4,6%; a Eslováquia, 3,8%; e a Espanha, 2,4%. Não foram divulgados números sobre a Grécia.

Há portanto uma parte da Europa a crescer a ritmo francamente dinâmico, enquanto outros países parecem evoluir com mais dificuldades. Das quatro maiores economias, e ao contrário do mito, o Reino Unido tem o melhor comportamento, com expansão da riqueza de 1,8% no primeiro trimestre de 2019 (em termos homólogos). A Alemanha namorou com a recessão técnica na segunda metade do ano passado, mas no início deste ano conseguiu progredir a 0,7%, o que pode significar uma ligeira melhoria dos números do crescimento europeu até ao fim do ano. Há outra boa notícia: a Itália saiu da recessão e apresenta uma pequeníssima melhoria de 0,1%.

Tudo isto teve consequências no emprego, que está a aumentar na UE e na zona euro. Trimestre a trimestre, em ambos os conjuntos de países, a evolução foi de 0,3%. Em termos homólogos, houve mais 1,3% de pessoas empregadas na zona euro e 1,1% na UE28. Esta diferença explica-se pela circunstância de muitos dos estados que não pertencem à zona euro estarem em pleno emprego, pelo que os ganhos de novos postos de trabalho são mais lentos.

Mais Notícias
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Chefs portugueses aceitam desafio internacional
Automonitor
Bentley: 4 modelos icónicos