Falhas informáticas no SNS agravam-se

Não é um problema recente mas agravou-se nos últimos dias, o que já levou a adiamentos de consultas em centros de saúde e hospitais do país.

Os problemas informáticos nos centros de saúde e hospitais do Serviço Nacional de Saúde agravaram-se nos últimos dias, com os sistemas informáticos a bloquear, encravar e a “ir abaixo”, provocando atrasos e adiamentos nas consultas.

A denúncia destes problemas foi feita há dias pela Federação Nacional dos Médicos mas, segundo o presidente secção centro da Ordem dos Médicos, em declarações à TSF, os problemas agravaram-se nos últimos dias, tendo sido “ultrapassados os limites da decência”. Carlos Cortes considera que o que se passa é “uma absoluta catástrofe. Todos os programas estão a funcionar mal”.

A TSF falou também com o presidente da Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar, que se queixa do mesmo problema, relacionado com a prescrição de medicamentos e de exames de diagnóstico. João Rodrigues explica que foi lançada uma nova aplicada sem estar finalizada e testada, o que tem levado a complicações que impedem as consultas. Os médicos não têm assim, conseguido prescrever receitas ou exames, porque o sistema não funciona e não o podem fazer em papel.

Segundo presidente da Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar, “esta semana, na grande maioria dos Centro de Saúde, muitos utentes vão ter que lá voltar, porque o exame não foi prescrito”.

Mais Notícias
Comentários