Mais de 844 mortos na Indonésia

As autoridades indonésias divulgaram hoje o mais recente balanço do número de vítimas dos sismos e tsunami que atingiram a ilha de Celebes na última sexta-feira.

Os mortos começaram a ser enterrados esta segunda-feira numa vala comum. O porta-voz da Agência de Gestão de Desastres Nacional (BNPB), Sutopo Purwo Nugroho, explicou que esta medida foi tomada de modo a prevenir a disseminação de epidemias.

A cidade de Palu, na ilha de Celebes, sofreu um abalo sísmico de magnitude 7,5 seguido de tsunami.

O governo indonésio, liderado por Joko Widodo, já pediu ajuda internacional e a União Europeia disponibilizou um apoio no valor de um milhão e meio de euros. Dezenas de agências humanitárias e organizações não-governamentais afirmaram estar prontas a prestar assistência de emergência.

As equipas de resgate continuam a procurar sobreviventes e mais vítimas nos escombros de edifícios demolidos, mas as falhas nas comunicações têm dificultando os trabalhos das equipas de busca e salvamento no terreno. As agências internacionais falam em centenas de feridos a receber tratamento médico em tendas improvisadas no exterior e mais de 16 mil deslocados.

As autoridades indonésias reabriram no domingo o aeroporto de Palu, o que vai acelerar a chegada de ajuda humanitária.

 

Mais Notícias
Comentários